terça-feira, 29 de maio de 2007

Ganhei um Presentão e vou dividir!

É um presente, abro o meu email e vejo crônicas... muitas... variadas, inteligentes, mordazes... E essa é a escolhida (de hoje) para a minha parte de plágios... só que esse com autorização prévia!

Obrigado Paulo!


CARTA DE AMOR

Minha doce e desinteressada mulher, protagonista principal de todos os meus sonhos, passados, presentes e futuros. Não é assim que você gosta que eu a chame? Mulherrr arrastando bem no r? Durmo e acordo, acordo e durmo com você povoando minha mente , tal qual um pirilampo piscando, piscando, piscando. Não pense que eu vou reclamar nesta carta, por causa daquele soninho que mais uma vez você tirou, durante nossa excitante brincadeirinha sexual. Isto já faz parte das nossas vidas. Eu já acostumei. Só não gosto quando você ronca!

Optar por ficar junto de uma mulher liberada, globalizada, informatizada, bilíngüe e fortíssima personalidade , tem lá suas peculiaridades. Em geral dorme-se um pouquinho depois, você inevitavelmente dorme sempre durante. Se não tivesse conhecido tantas mulheres, por essa vida afora, e a única e grande experiência só tivesse sido você, juro que ao invés de fazer sexo, preferiria jogar gamão. Não fico chateado. Você vai se recuperar, lentamente. Só não pode ser muito lentamente, porque nossa média de vida e curta. Mas creia, pelo contrário, passo horas pensando - ainda mais agora que eu estou desempregado - que se você fosse lésbica, seria muito pior.

Afinal esta alegria que eu sinto, abaixo da linha da cintura, mais precisamente, na parte central entre as minhas, duas virilhas, quando lhe vejo, é um fogaço santo e independe se você esta dormindo, alcoolizada ou quase morrendo: Eu lhe amo demais! É só pensar em você e pronto: levanta. Em suas mãos pareço uma frágil casa de madeira sendo levada por um tornado.

Realmente, o amor é lindo! Mas querida vou lhe pedir um grande favor. Não vá ficar chateada com estas observações, que podem parecer até mesquinhas que farei mais na última vez que, estivemos juntinhos, aqui em casa - e lógico que por absoluta distração - você levou meu cartão de crédito. Já constatei gastos superiores a seis mil reais em pequenas compras e saques. Eu sei que isto deve ter sido uma necessidade imperiosa e muito maior do que sua irrepreensível postura moral. No entanto, convenhamos foi uma dura facada nas minhas costas. Você sempre fala: “o que é meu é seu e, vice versa”. Mas meu amor, não leve tanto ao pé da letra estas suas filosofias utilitaristas. De uma freiada! O fato é que, além do cartão, sumiu também, meu talão de cheques, dois anéis de ouro, um outro de platina cravejado de diamantes e um cordão com imagem de Santo Expedito do qual, aliás, você é tão devota. Outra coisa minha virtuosa, por acaso o relógio que meu tio me deu de presente quando me formei , está com você? Já procurei a casa inteira e não consigo encontrá-lo. Fiquei até pensando:” logo aquele relógio de bolso, que ela tanto gosta e vive pedindo”.

E você até merece.

É todo em ouro maciço, pesadão, coisas que não se fabricam mais. Sempre foi, o seu grande sonho de consumo.Que chato, desapareceu! Será que está em algum lugar que eu esqueci de procurar? Minha rainha, eu não quero que você pense que a estou caluniando, Juro que seria capaz de cortar a minha língua. Língua não, pois certamente você sentira falta, mas um dedo. Não, não se assuste: o mindinho.

O pior é que o azar nunca vem sozinho. É impressionante. Lembra-se daquele elefante de marfim, legitimo, da África do sul, cujos olhinhos são dois diamantes incrustados, que fica numa base de prata? Desculpe meu amor, mas quando você saiu é possível que o tenha colocado, dentro daquela sua mochila enorme que sempre anda com você. Dá uma olhada neste mochilão, minha eterna e adorada gostosa.

Você tem a boca mais carnuda, sensual e nervosa que conheci. A mão, também! Ah, estes seios que estão sempre olhando para cima, acesos e atentos. Sabe esta tatuagem com o símbolo da nossa moeda, na parte interna da sua coxa, próximo ao baú da felicidade, ficou lindo! Geralmente as mulheres preferem borboletinhas, escorpiões, rosas, enfim, estas coisas já tão banais. Mas como você é criativa! Um dia você me disse que iria fazer uma tatuagem que seria a minha cara! Ficou lindo este $.

Olha que coisa estranha, minha fada: antes de você vir aqui para casa, neste último final de semana, passei rapidinho no Cantinho do Adriano - aquela casa de variedades que fica aqui na esquina - e, comprei três garrafas de uísque Chivas Regal 18 anos e caríssimas, duas garrafas de vodka russa legitimas importada, meia dúzia de licores, é só os que você gosta: Mozart Amadé, Dom Benedictine, Maraschino Luxardo (só este foi cento e vinte reais) e outras bobagens de menor valor. O entregador quando chegou, eu mandei que ele colocasse tudo na adega, porque você estava subindo e, eu não tinha nem tomado banho ainda. Assim que ele saiu, você chegou. Agora, olha que safado! Depois que nos despedimos eu fui conferir a entrega e está faltando mais da metade do pedido do que encomendei.

Que ladrão descarado.

Quanto a isto não fique preocupada, eu resolvo. É impossível que neste seu mochilão coubessem tantas quinquilharias, certo? Estou muito grilado e, não sei por que viajou tão inesperadamente, para o Paraguai. Logo Paraguai! E eu nem sabia que você tinha parentes aí. Espero que você tenha deixado o endereço correto. Estou mandando para o seu e-mail: www.benzinho171@mochilão.com. br.

Para terminar vou lhe dar uma má notícia. Sabe aquele colar de brilhantes da minha falecida tia, que um dia você me pediu, e eu disse que ele seria para nós comprarmos nosso apartamento? Está temporariamente desaparecido. Veja que azar! Mas fica tranqüila, sou um cara cabeça oca, mesmo. Vou me lembrar onde coloquei.

Não fica nervosa, nem se estressada com isso!
Pelo sim, pelo não, procure dentro do seu mochilão.
Beijos. Só um, para não ficar muito caro.

Crônica enviada pelo meu amigo, secretíssimo e pelo visto muito modesto, Paulo Tamburro - a parte do secretíssimo fica pela falta do link para o Blog dele, assim que ele concordar em me dar, eu coloco aqui!

UPGRADE: O Blog já esta linkado na minha lista de "Pintando o 7" ao lado, mas pra garantir... Humor em Textos, garanto o riso!

2 comentários:

Marcia disse...

Noooooooooooooosa amei.
Ha uma coisa vc não sabia amiga.
Eu amo crônicas, amo cartas de amor, amo poemas...et.. Sou meio antiga sabe, surpe romântica e por isso amo tanto cronica.
adorei. Arrazou!! vou copiar.rsrsrs
depois coloca mais.
bjs

Angela disse...

RSrsrs
Eu tambem amo Cronicas!
Poemas tambem, so que os autores que eu gosto nem sempre sao os favoritos dos outros...
Amo Alvares de Azevedo, Florbela Espanca... Dos mais populares eu gosto do Fernando Pessoa...
Cronista pra mim tem que ter humor, e o Paulo é otimo viu? Pq esse texto nao é meu, foi me dado pelo Paulo, q se mostrou ser gente finissima!
rsrsrs
Ja que vc gosta de poesias, vou colocar mais algumas aqui qualquer hora dessas!
Beijos amiga

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...